Diretoria em ação

Sindojus participa, em Brasília, de ato pela valorização do serviço público e AGE da Fesojus

Os diretores Carlos Eduardo Mello e Fernanda Garcia realizaram, ainda, trabalho junto aos parlamentares no Congresso Nacional

13/02/2020
Fernanda Garcia (Sindojus-CE) e Eduardo Carnevalhe (Fesojus) no ato em defesa do serviço público realizado, na manhã de ontem, na Câmara dos Deputados

A diretoria do Sindicato dos Oficiais de Justiça do Ceará (Sindojus-CE) esteve, entre os dias 10 e 12 desta semana, em Brasília, onde cumpriu extensa agenda envolvendo demandas de interesse da categoria. Na segunda-feira (10), o diretor Jurídico Carlos Eduardo Mello e a diretora Financeira Fernanda Garcia participaram, juntamente com entidades de classe de vários estados, da Assembleia Geral Extraordinária (AGE) da Federação das Entidades Sindicais dos Oficiais de Justiça do Brasil (Fesojus), quando foram tratados assuntos importantes para os Oficiais de Justiça de todo o país.

Na terça-feira (11), estiveram no Senado Federal e na Câmara dos Deputados, onde realizaram trabalhos junto aos parlamentares sobre pleitos de interesse dos oficiais e oficialas de Justiça. Ontem, participaram do ato pela valorização do serviço público no Brasil, realizado na Câmara dos Deputados; de uma nova reunião da Fesojus, quando foram tratadas demandas da federação; e se reuniram, ainda, com o advogado Emiliano Aguiar, no escritório de advocacia da entidade em Brasília.

AGE

Ceará, Minas Gerais, Santa Catarina, Goiás, Mato Grosso, Espírito Santo e Rondônia foram os estados que enviaram representantes dos Sindicatos dos Oficiais de Justiça para participar da Assembleia Geral Extraordinária (AGE) da Fesojus realizada, na última segunda-feira (10), na sede da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB).

A AGE da Fesojus contou com a participação de representantes do Sindojus dos estados de: Ceará, Minas Gerais, Santa Catarina, Goiás, Mato Grosso, Espírito Santo e Rondônia

Carlos Eduardo Mello destaca que a troca de experiências e o debate com os demais estados juntamente com a federação fortalece a luta da categoria e constrói caminhos que podem ser tomados como exemplo no Ceará, além de a entidade poder participar das discussões envolvendo as demandas que estão sendo pleiteadas em nível nacional. Ontem, uma nova reunião da Fesojus foi realizada, quando foram tratadas demandas específicas da federação, entre elas, a mudança estatutária.

Congresso Nacional

Na terça-feira (11), os diretores estiveram no Senado Federal e na Câmara dos Deputados, onde se reuniram com o senador Plínio Valério, Esperidião Amin, Zenaide Maia, Paulo Paim, Fabiano Contarato, além dos deputados Fábio Henrique, Capitão Wagner, André Figueiredo, Sâmia Bomfim, Glauber Braga, entre outros. Na ocasião, agradeceram aos parlamentares pela colaboração para materializar a criação da Frente Parlamentar em Defesa dos Oficiais de Justiça e aproveitaram para convidar alguns deputados para serem membros, e estarem presentes no lançamento da Frente, que ocorrerá no dia 24 de março, no Salão Nobre da Câmara dos Deputados.

Ato em defesa do serviço público

Na manhã de ontem, o Sindojus Ceará participou do ato pela valorização do serviço público no Brasil e, em seguida, do Seminário “As expectativas com as reformas Administrativa e Sindical”, o qual debateu o desmonte do serviço público e as consequências para a sociedade, ambos realizados no Auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados. O evento foi uma iniciativa da Frente Parlamentar Mista do Serviço Público e contou com a participação da Fesojus, de centrais sindicais, sindicatos e associações de servidores públicos de diversas categorias de todo o país.

Fernanda Garcia (Sindojus-CE) com Luciana Tavares (Sintraeng-MG), Eduardo Carnevalhe (Fesojus), Bruno Mota (Assojaf-PE), Eusa Braga e Janete Belchior (Assojaf-AM/RR)

Em vídeo gravado com a deputada Sâmia Bomfim (Psol-SP), a diretora do Sindojus Ceará, Fernanda Garcia, destacou que ontem o dia foi marcado pela luta de todos os servidores em defesa do serviço público e enfatizou que “defender o serviço público é defender o povo”. Sâmia Bomfim reforçou a necessidade de defesa do funcionalismo público, pois significa garantir os serviços públicos funcionando para o povo brasileiro.

“Em todas as áreas: na saúde, na educação, no judiciário e na segurança pública, nós temos os trabalhadores que garantem o funcionamento dos serviços que atendem ao povo e, em especial, ao povo mais pobre, enquanto os governos de plantão enxugam investimentos. Cortam dinheiro da área de saúde, da educação, do judiciário e, justamente por isso, a população mais pobre sente a precarização da sua vida”, denunciou.

A parlamentar psolista aproveitou e convidou a todos e todas para participar da paralisação nacional que será realizada, no dia 18 de março, em defesa do serviço público e contra a proposta de Reforma Administrativa do governo federal.

Escritório de advocacia

Para finalizar os trabalhos, na tarde de ontem os diretores Carlos Eduardo Mello e Fernanda Garcia participaram de reunião com o advogado Emiliano Aguiar, no escritório de advocacia da entidade em Brasília, para acompanhar o andamento dos pleitos que visam a garantir a execução das demandas de interesse dos oficiais e oficialas de Justiça do Ceará junto aos tribunais superiores e ao CNJ.

Oficiais de JustiçaSindojusdiretoriaCâmara dos DeputadosAGElutaBrasíliaFesojusmobilizaçãotrabalhosSenado Federalato em defesa do serviço público
SIGA-NOS:

Deixe seu Comentário

Você deve estar logado para fazer um comentário. Clique aqui para entrar.