Renovação de contrato

Conveniados acatam proposta da Unimed de reajuste de 14,5%

Diante da nova proposta apresentada pela Unimed, o Sindojus teve de convocar mais uma reunião, que foi realizada na tarde de hoje, no Agenor Studart do Fórum Clóvis Beviláqua

01/08/2019
Fotos: Milton Figueiredo/Sindojus Ceará

Depois da reunião realizada no dia 29 de julho, a Unimed apresentou nova proposta de reajuste e, como a data base é no dia 1º de agosto, a diretoria do Sindicato dos Oficiais de Justiça do Ceará (Sindojus-CE) teve de convocar uma nova reunião, realizada na tarde de hoje, no Agenor Studart do Fórum Clóvis Beviláqua. O diretor Jurídico Carlos Eduardo Mello fez uma exposição de todas as tratativas ocorridas até o momento e o assessor jurídico Márcio Cavalcante falou sobre a possível judicialização. Em seguida, os presentes deliberaram que irão acatar a última proposta, de reajuste de 14,5%.

“É muito difícil concordar com um aumento de 14,5%, pois é um percentual significativo, mas, apesar de elevado, esse índice só foi aceito porque a sinistralidade atingiu o patamar de 85,9%. Por orientação da assessoria jurídica, os conveniados optaram por, nesse momento, aceitar”, explicou Carlos Eduardo Mello.

O assessor jurídico Márcio Cavalcante comentou que a grande dificuldade dos planos coletivos é que não existe um teto de reajuste estabelecido pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), diferente dos individuais, que neste ano ficou de 7,35%.

Medicina preventiva

Outro encaminhamento dado no encontro foi com relação a fomentar uma política da medicina preventiva, com intuito de reduzir o índice de utilização e focar na saúde do Oficial de Justiça, tanto para os da ativa como os aposentados.

Seguro

Para que houvesse a redução da proposta, fez parte das tratativas a mudança do seguro que hoje o Sindojus tem com a Mongeral para a Corretora de Seguros Unimed, o que deverá ocorrer a partir do mês de setembro, data base da renovação do contrato.

Auxílio saúde

Paralelamente às negociações com operadoras de planos de saúde, o Sindojus protocolou requerimento solicitando o cumprimento da Resolução 207/2015 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a qual estabelece que os tribunais devem prestar assistência à saúde, de forma indireta, por meio de planos de saúde e/ou auxílio-saúde. A diretoria do Sindojus considera esse pleito de extrema importância, uma vez que viabilizará aos servidores do judiciário cearense a manutenção de seus planos de saúde, diante dos elevados reajustes anuais.

Oficiais de JustiçaCNJreuniãoreajusterequerimentoservidoresUnimedconveniadosjudiciário cearenseassistência à saúdenegociaçõesResolução
SIGA-NOS:

Deixe seu Comentário

Você deve estar logado para fazer um comentário. Clique aqui para entrar.