Deliberação

Oficiais de Justiça aprovam em AGE aquisição da sede do Sindojus

Com a decisão, serão viabilizadas a compra e a execução de obras para que o espaço seja adequado às necessidades da categoria

17/11/2020

Durante a Assembleia Geral Extraordinária (AGE), realizada no último dia 13, os oficiais de justiça aprovaram, por unanimidade, a compra da atual sede provisória do Sindicato dos Oficiais de Justiça do Ceará (Sindojus-CE), localizada na Rua Hill de Moraes, 67, Edson Queiroz. Com a deliberação, serão viabilizadas a aquisição e a execução de obras para que o espaço seja adequado às necessidades da categoria.

Atualmente, o Sindojus aluga somente o térreo do prédio, onde há as salas dos setores administrativos e da diretoria. A partir da aquisição, a entidade ocupará também o pavimento superior, em que se pretende construir um auditório e salas de reuniões e de recepção. Além disso, serão realizados outros reparos na estrutura física, como tornar o espaço acessível para pessoas com mobilidade reduzida. Ao todo, o local possui 351,94 m² de área construída.

Ao falar sobre a compra do imóvel, o diretor de patrimônio do sindicato, José de Mendonça, destaca a conquista para os oficiais de justiça e a contribuição do trabalho das gestões anteriores para esse momento. “Esse é um sonho antigo. Quero parabenizar a todos que participaram e contribuíram. Essa sede é um patrimônio da categoria. É muito bem localizada e bem avaliada. Durante a AGE, todos ficaram satisfeitos com a decisão. Essa aquisição foi primordial e necessária. Fizemos aquilo que tinha que ser feito”, ressalta.

O diretor jurídico do Sindojus, Carlos Eduardo Mello, aponta que a compra não trará grande impacto financeiro para a entidade, que vai continuar prestando normalmente os serviços a que se destina, dentre eles a assistência jurídica em defesa dos direitos dos oficiais de justiça. Em momento oportuno, a categoria será convocada novamente para decidir sobre o que será feito no terreno onde funcionava anteriormente o sindicato. Por enquanto, a entrada dessa propriedade será fechada com um muro.

Além da deliberação sobre a sede do Sindojus, os oficiais de justiça presentes na AGE discutiram a respeito de requerimentos e processos judiciais que tramitam no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) e no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que tratam de questões de interesses da categoria. “O objetivo dessas ações é dar dignidade e melhores condições de trabalho para os oficiais de justiça. Nos pleitos junto aos órgãos do Poder Judiciário, o Sindojus atua sempre com muita fundamentação, sem jamais colocar a categoria em precipício, usando estratégias para que o oficial de justiça não tenha prejuízos”, esclarece Carlos Eduardo Mello.

Durante a AGE, também foi informado que o Sindojus realizará uma nova rodada de reuniões virtuais com os oficiais de justiça das diferentes regionais do estado, assim como ocorreu nos meses de julho e agosto deste ano. A ideia desses encontros é descentralizar as atividades da entidade, aproximar os membros da categoria e atender às demandas específicas de cada região. A agenda de reuniões será divulgada em breve.

Sobre a realização da AGE de forma remota, o presidente do Sindojus, Vagner Venâncio, enfatiza a presença dos 78 oficiais de justiça. “Quero agradecer a participação dos colegas do interior e da capital que muito contribuíram para o debate, legitimando cada vez mais as decisões do sindicato, que continua com a política de total transparência das suas ações”, frisa.

Confira alguns registros da AGE do último dia 13:

SindojusSindojus Cearásede do SindojusAGEdecisãoOficiais de Justiça do Cearásede provisóriaAssembleia Geral Extraordináriaaquisiçãodiretoria em açãopatrimônio
SIGA-NOS:

Deixe seu Comentário

Você deve estar logado para fazer um comentário. Clique aqui para entrar.