Edição 2019

Arraiá dos Oficiais de Justiça bate recorde de público

Foram 377 pessoas, entre oficiais (las) estaduais, federais e seus familiares. Teve quadrilha improvisada, arrasta-pé e muita animação. Nem mesmo a chuva tirou a alegria dos presentes

11/06/2019
Fotos: Milton Figueiredo/Sindojus Ceará

A quarta edição do São João dos Oficiais de Justiça, o tradicional Arraiá dos Oficiá, foi um sucesso. O evento, que a cada ano aumenta o número de participantes, em 2019 bateu recorde de público. Foram 377 pessoas, entre oficiais e oficialas estaduais, federais e seus familiares. Teve quadrilha improvisada, arrasta-pé e muita animação. Nem mesmo a chuva tirou a alegria dos presentes. Jack Lins (ex-Forró Balancear), Kbra da Peste e Iara Pamella (Ex-Noda de Caju) foram as atrações da noite.

José Miranda, Oficial de Justiça de Chaval – município situado no extremo norte do Ceará, quase na divisa com Piauí –, deslocou-se cerca de 400 km só para participar da festa. “Foi excelente, muito bem organizada e contou com uma presença significativa de pessoas. Momentos como esses são importantes para a categoria, porque gera integração, aproximação entre a classe, principalmente para quem mora distante e não tem muito como conviver com os colegas, como é o meu caso, então nessas oportunidades sempre procuro comparecer. O sindicato está de parabéns, foi uma festa realmente maravilhosa, bastante animada”, elogiou.

Aproximação

Leonardo Bruno Soares, Oficial de Justiça da comarca de Itarema, localizada a 204 km de Fortaleza, destacou que o Arraiá é momento não só de lazer e diversão, mas também de troca de ideias e experiências, o que fortalece a categoria, a partir do momento em que gera essa maior aproximação. “É oportunidade também de conhecer pessoalmente os colegas que a gente só vê pelo grupo do whatsapp. Foi um barato. Momentos como esse devem ser estimulados. O diretor de comunicação fez um bom trabalho, a festa não deixou a desejar em nada”, exaltou.

Para Inês Cristine Athayde, oficiala de Fortaleza, o difícil foi conseguir ir embora. “Neste ano parecia que a bebida não acabava nunca, foi bem animado, o espaço bem decorado. Eu gostei muito, foi bastante organizado e deu mais gente do que nos anos anteriores. Faço questão de ir a todos esses eventos, pois é a chance que temos de conhecer o pessoal do interior e oportunidade também de interagir melhor com os colegas de Fortaleza, porque na sala (dos Oficiais de Justiça) a gente só vive correndo. É um evento que agrega, que une a categoria”, enalteceu.

União

O presidente do Sindicato dos Oficiais de Justiça do Ceará (Sindojus-CE), Vagner Venâncio, reafirmou o compromisso da entidade em defesa dos direitos da categoria. “O Sindojus é luta, mas também é confraternização, é interação com todos os oficiais e oficialas e seus familiares”, frisou. Glauber Maia, diretor que estava à frente da organização do evento, disse que a festa junina, que já faz parte do calendário oficial do Sindojus, além de ser um momento de descontração merecido é também de unidade. “Espero que todo mundo tenha gostado. Esse é o sentimento que a gente tenta buscar: de união de toda a categoria, essa festa vem nesse sentido”, ressaltou.

Oficiais de JustiçaSindojusSão Joãoarraiáfesta juninaKukukayaArraiá dos Oficiá

Deixe seu Comentário

Você deve estar logado para fazer um comentário. Clique aqui para entrar.