SAP

Memorando visa a padronizar o cumprimento das ordens judiciais nas unidades prisionais do Estado

Comunicação oficial interna tem como objetivo “metodizar e centralizar tais demandas”, além de dar celeridade aos processos judiciais

23/04/2019

Em resposta à demanda apresentada pelo Sindicato dos Oficiais de Justiça do Ceará (Sindojus-CE) e por Oficiais de Justiça que cumprem mandados judiciais nos presídios do Estado, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) enviou, no último dia 17, memorando a todas as unidades prisionais do Estado informando que, no que concerne ao cumprimento das ordens judiciais, foi criado e-mail institucional específico para agendamentos, com intuito de “metodizar e centralizar tais demandas”.

Conforme a comunicação interna, os agendamentos deverão ser realizados até as 14 horas do dia anterior, via e-mail, para que o mandado seja devidamente cumprido no dia subsequente pelo Oficial de Justiça. “Tal ação foi ensejada com intuito de que os presos sejam devidamente separados, objetivando dar celeridade ao processo”, frisou o documento. O responsável pela verificação diária das demandas encaminhadas para o endereço eletrônico será o chefe de equipe. A comunicação interna destaca, ainda, que está autorizada a entrega da contrafé do mandado cumprido ao interno.

Alvarás de soltura

No que diz respeito aos alvarás de soltura, a orientação é de que sejam tratados com prioridade pela equipe plantonista, com objetivo de dar a celeridade que o caso requer. Quando eles forem acompanhados da certidão da Central Integrada de Apoio à Área Criminal (CIAAC), não ensejam novas pesquisas, apenas o cumprimento imediato.

Um problema identificado é que a SAP limitou o cumprimento dos alvarás ao horário do expediente, quando a Resolução nº 108/2010 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) estabelece, no seu artigo 1º, que o prazo máximo para expedição e cumprimento desse tipo de ordem é de 24 horas. Essa limitação, portanto, desconsidera o caráter de urgência da determinação judicial e poderá inviabilizar o trabalho do Oficial de Justiça. O fato será levado à Corregedoria Geral da Justiça e à SAP para que se modifique a determinação visando a resguardar o cumprimento da ordem pelo Oficial de Justiça e a celeridade processual.

Problemas

Caso venha a ter algum problema no cumprimento das ordens judiciais nas unidades prisionais do Estado, a diretoria solicita que o oficial ou oficiala envie um e-mail para presidios@sindojus-ce.org.br relatando a dificuldade enfrentada para que sejam tomadas as devidas providências junto às autoridades competentes.

O memorando, datado do dia 17 de abril, é assinado pelo coordenador da Coordenadoria Especial da Administração Penitenciária (CEAP) da SAP, Carlos Alexandre Oliveira Leite.

Oficial de JustiçaSindojusalvarás de solturacumprimentounidades prisionaismandados judiciaispresídiosSAPordens judiciaisCEAPagendamento

Deixe seu Comentário

Você deve estar logado para fazer um comentário. Clique aqui para entrar.