Dia do Trabalhador

Defesa do emprego, da democracia e luta por saúde e educação de qualidade são bandeiras deste 1º de Maio

No que diz respeito aos servidores do judiciário, a luta do Sindicato dos Oficiais de Justiça é para que sejam convocados os 70 aprovados no concurso que está sendo realizado pelo TJCE

01/05/2022
Arte: Lennon Cordeiro/Sindojus Ceará

“Empregos, Direitos, Democracia e Vida” é o tema deste 1º de Maio, Dia do Trabalhador. Com 12 milhões de desempregados, a defesa do emprego, assim como a consolidação da democracia, a luta por saúde pública de qualidade e educação para todos são bandeiras fundamentais a serem levantadas neste ano de disputa eleitoral, e os servidores públicos estão inseridos nessa luta. Vagner Venâncio, presidente do Sindicato dos Oficiais de Justiça do Ceará (Sindojus-CE), salienta que os servidores têm que estar unidos na luta contra o desmonte do serviço público.

“Isso é imprescindível, porque nós servimos à população. A defesa da saúde e da universidade pública, e a defesa da geração de emprego são bandeiras que unem os trabalhadores do regime geral da Previdência Social e os trabalhadores do serviço público, portanto, nesta data precisamos da unidade da classe trabalhadora na luta por melhores condições de trabalho”, frisa.

Servidores estaduais

No que diz respeito aos servidores públicos estaduais, a entidade defende que é preciso continuar a luta pela reposição inflacionária. A inflação acumulada ao longo dos seis anos do governo de Camilo Santana foi de 60,43%, medida pelo Índice Nacional de preços ao Consumidor Amplo (IPCA), enquanto a reposição concedida nesse período foi de 23,85%, o que representa, portanto, defasagem de 29,53%. “Precisamos recuperar o nosso poder de compra. Essa é uma bandeira que continua. Todos os servidores do Estado têm que lutar por essa reposição”, disse Venâncio.

Oficiais de Justiça

Quanto aos servidores do Poder Judiciário, uma pauta imprescindível para o Sindojus é garantir a convocação dos 70 aprovados no concurso público do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). Estão sendo ofertadas 10 vagas para Oficial de Justiça e mais 60 do cadastro de reserva. “Precisamos de mais oficiais e oficialas para darem vazão à grande e crescente demanda de mandados no Ceará. Dessa forma, contribuiremos para dar melhores condições de trabalho à categoria. Teremos mais Oficiais de Justiça a serviço da sociedade contribuindo com a celeridade da justiça, indo a todos os rincões do Estado levando a efetivação das ordens judiciais”, destaca.

O representante da categoria acrescenta que só a unidade da classe trabalhadora fará com que se busque conquistas para um país melhor. No Estado, ele reitera que os Oficiais de Justiça precisam de um quadro cada vez maior de servidores para que a sociedade tenha uma justiça mais célere e eficaz.

Oficiais de JustiçaConcurso Públicoreposição inflacionáriaSindojusTJCESindojus Cearáservidoressaúdeservidores estaduaisPoder Judiciáriolutascategoriaunidade1º de maioDia do Trabalhadordefesaeducaçãovidabandeirasdemocracia
SIGA-NOS:

Deixe seu Comentário

Você deve estar logado para fazer um comentário. Clique aqui para entrar.