8M

Homenagem de Margarida Brasil, uma das pioneiras no cargo de oficiala, pelo Dia da Mulher

Através do relato de Margarida Brasil, o Sindojus Ceará presta homenagem às oficialas de todo o Brasil. Bravas guerreiras que não se intimidaram e ocuparam mais esse espaço na sociedade

10/03/2019

Parabéns a todas as Oficialas de Justiça do Ceará, mulheres determinadas, competentes e guerreiras que enfrentam diariamente, no cumprimento de mandados emanados do Poder Judiciário, todo tipo de diligência. Enfrentamos inúmeros preconceitos no início da carreira por sermos mulheres, cargo esse, até então, privativo para homens. Naquela época era tudo mais difícil, sem a tecnologia que dispomos atualmente, sem sindicato. Hoje, temos um sindicato forte e atuante, que nos protege e nos representa tão bem. À época, só contávamos com a velha máquina de escrever, computadores nem pensar. Tínhamos tudo para desistir, mas nós somos mulheres determinadas e mostramos para aqueles que diziam que “mulheres Oficialas de Justiça não iria dar certo”, que estavam enganados. As pioneiras do cargo de Oficiala de Justiça no Ceará sabem perfeitamente da história e de todos os percalços que tiveram de enfrentar no início da carreira. Apesar de tudo aqui estamos nós, firmes e fortes, sem nunca desistir dos nossos sonhos.

*Texto escrito por Margarida Brasil, diretora dos Aposentados do Sindojus Ceará e uma das pioneiras no cargo de Oficiala de Justiça do Ceará

Através desse relato, o Sindojus Ceará presta homenagem às Oficialas de Justiça do Ceará e de todo o Brasil. Bravas guerreiras que não se intimidaram e ocuparam mais esse espaço na sociedade, contribuindo para uma  prestação jurisdicional por excelência.

HomenagemSindojusSindojus CearáDia da Mulheroficiala de Justiça8MpioneirasMargarida Brasil

Deixe seu Comentário

Você deve estar logado para fazer um comentário. Clique aqui para entrar.