Nota de pesar

Morre, aos 80 anos, Isabel Sampaio Rocha, esposa de Dutra Rocha e mãe das oficialas Sandra e Camille Sampaio

O velório está ocorrendo na Funerária Ternura. A missa de corpo presente será às 11 horas, no mesmo local. E o sepultamento, às 12h30, no Cemitério Jardim Metropolitano, em Fortaleza

23/06/2021
Foto: Arquivo pessoal

É com profundo pesar que o Sindicato dos Oficiais de Justiça do Ceará (Sindojus-CE) informa o falecimento, no final da tarde de ontem, de Isabel Sampaio Rocha, aos 80 anos, esposa do Oficial de Justiça aposentado Francisco Dutra Rocha, o qual integrará a nova diretoria do sindicato como suplente da executiva, e das Oficialas de Justiça Sandra Sampaio Rocha e Camille Sampaio Rocha, das comarcas de Fortaleza e Caucaia, respectivamente. O velório está ocorrendo na Funerária Ternura. A missa de corpo presente será às 11 horas, no mesmo local. E o sepultamento, às 12h30, no Cemitério Jardim Metropolitano. Ela deixa cinco filhos e três netos.

Dutra Rocha conta que a esposa era assistente social e trabalhou como servidora do antigo Instituto da Previdência do Estado do Ceará (IPEC), que passou a ser denominado Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceará (Iseec). Era muito social e tinha um grupo de amigas que, mesmo depois de se aposentar, manteve a mesma dinâmica de amizade, com reuniões para celebrar os aniversários de cada uma. Saudoso, ele diz que a companheira vai deixar saudades. “Às vezes entro no quarto e sinto o vazio, agora estou só. A gente sente aquele vácuo, administrar uma casa sozinho, mas é isso mesmo”, disse.

“Às vezes entro no quarto e sinto o vazio, agora estou só. A gente sente aquele vácuo, administrar uma casa sozinho, mas é isso mesmo”, lamenta Dutra Rocha

Exemplo

Sandra Rocha destaca que a sua mãe era uma pessoa santificada, altruísta em alto grau. “Ela é o meu exemplo, uma pessoa que se doava, pensava muito mais nos outros do que em si. Fina, doce, meiga e sempre muito forte, firme. Foi o pilar de uma família grande, de cinco filhos. Muito amada pelos amigos e familiares, os sobrinhos a tinham como segunda mãe. Tenho certeza de que agora ela está ao lado de nossa senhora”, frisa a oficiala. Ela comenta que há cerca de dez meses Isabel vinha lutando contra um câncer de pâncreas, cujo diagnóstico veio tardio. Infelizmente, a doença a acometeu de forma agressiva e rapidamente se espalhou.

Solidariedade

O Sindojus, em nome dos oficiais e oficialas de Justiça de todo o Estado, lamenta profundamente tão significativa perda e roga a Deus que conforte o coração dos familiares e amigos de Isabel Sampaio Rocha nesse momento de dor profunda.

Oficiais de JustiçaLutoperdaSindojusSindojus Cearánota de pesarsolidariedadeIsabel Sampaio RochaDutra RochaSandra SampaioCamille Sampaiodor
SIGA-NOS:

Conteúdos Relacionados