Vídeo

Confira a entrevista com o novo presidente do Sindojus Ceará

A conversa foi dividida em quatro blocos: principais desafios, pleitos prioritários, transparência e participação, e histórico de lutas

30/07/2018
Foto: Milton Figueiredo

Em uma conversa que durou pouco mais de oito minutos, o presidente eleito do Sindicato dos Oficiais de Justiça do Ceará (Sindojus-CE), Vagner Venâncio, fala sobre os principais desafio que terá de enfrentar na sua gestão, que vai até junho de 2021. A entrevista foi dividida em quatro blocos: principais desafios, pleitos prioritários, transparência e participação, e histórico de lutas. Para ele, o principal desafio é manter a categoria unida.

“Os Oficiais de Justiça já deram demonstrações históricas da sua capacidade de luta, de organização e de unidade, então reconstruir essa unidade é um desafio muito grande, mas a disposição é ainda maior. Essa disposição se materializa com trabalho, transparência e chamando a categoria cada vez mais para a participação”, frisou.

Pleitos

Entre as muitas reivindicações que a categoria possui, Vagner destaca cinco como prioritárias: o reenquadramento na tabela de nível superior, isonomia dos 61, nomeação dos aprovados, situação dos plantões regionais e a construção da nova sede. “Há uma série de reivindicações que faz parte da pauta permanente e esperamos ainda na gestão do presidente Gladyson Pontes avançar. O desembargador tem se mostrado aberto e muito democrático, e a gente quer manter esse canal conversando de forma séria e fundamentada”, salientou.

Com relação à transparência e participação, Vagner destacou que vai trabalhar com um grupo de 23 oficiais e oficialas, e que será uma gestão de muito trabalho e prestação de contas à categoria. Ressaltou que espera também o feedback e a participação efetiva da categoria nas assembleias e em todos os atos que o sindicato venha a convocar.

Servidores

“Essa participação é fundamental, porque a atual conjuntura política do país é muito adversa aos servidores públicos. Em determinadas questões, como a reposição inflacionária, temos que atuar em conjunto com as demais entidades sindicais para que possamos ter força para pressionar a quem de direito”, esclareceu.

Por fim, o novo presidente do Sindojus fala do seu histórico no movimento sindical, que vem desde janeiro de 1979, no Sindicato dos Bancários. Como Oficial de Justiça já são 22 anos. Destes, atuou como diretor de Comunicação durante três gestões.

Assista, na íntegra, a entrevista!

Sindojus CearáentrevistaVagner VenânciogestãopresidenteOficiais de Justiça. desafios

Deixe seu Comentário

Você deve estar logado para fazer um comentário. Clique aqui para entrar.